quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Nota sobre o caso Guarani-Kaiowá e a situação indígena no país


Atualmente há uma mobilização intensa a respeito do caso dos índios Guarani-Kaiowá. Estes índios, da aldeia Pyelito Kue, lutam pela posse da terra na região de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Eles vivem, como sempre viveram, em terras das quais proprietários reivindicam como suas com título de propriedade, e conseguiram uma liminar na justiça exigindo sua expulsão.

Em toda a história do país, desde sua conquista há 500 anos, os proprietários vem exterminando, escravizando e empurrando os índios à miséria. O que mudou foi o ritmo com a qual se faz isso. Já faz anos que a aldeia em questão é vítima da violência dos fazendeiros, e entre 2010 e setembro de 2012 foram registrados, apenas na Reserva Indígena de Dourados, 71 casos de índios assassinados (os fazendeiros possuem jagunços que desde sempre aliciaram povos indígenas e trabalhadores rurais). Também é altíssimo o número de suicídios:  Dados do Ministério da Saúde divulgados neste ano mostraram que, de 2000 para cá, 555 indígenas dessa etnia cometeram suicídio, cometidos por falta de perspectivas.

Uma carta deles próprios ao governo que solicitava que ao menos os matasse e enterrasse em suas próprias terras, dando a entender que preferiam morrer do que ser expulsos, gerou uma comoção nacional e graças a pressão do povo em todo o país a liminar foi derrubada, deixando para os 170 índios da aldeia uma área de 1 hectare, ou seja, menos que suficiente. Eles não tem garantia de nada, no entanto, pois eles precisam ter seu território demarcado pelo Governo Federal. Nos últimos dez anos, entretanto, quase não houve avanços na demarcação de territórios indígenas no país.Para sobreviver, a aldeia conta com a doação de duas cestas básicas a cada 15 dias. Alguns índios ainda recebem o bolsa família do governo federal. Em quanto isso os latifundiários se organizam para tocar o terror nos índios. Neste tempo uma índia de 23 anos foi capturada por oito jagunços e estuprada, comprovado no exame de corpo delito.

A revista Veja, porta voz do agro-negócio e de tudo que há de mais atrasado no nosso país, lançou uma matéria que deturpa a situação dos índios, matéria da qual foi repudiada por nota pelas lideranças dos próprios índios.

Neste dia 9 (sexta-feira) às 17:00 haverá um Ato Nacional em solidariedade aos Guaraní-Kaiowá, com participação de mais de 50 cidade nacionais, além da Alemanha e Portugal, donde grupos já comprovaram a participação, até agora. Aqui em Curituba a concentração será próximo à Boca Maldita e contará com diversas entidades, incluindo índios representando suas comunidades.

Este caso, como já foi dito, infelizmente não é um caso isolado, senão ao menos pela comoção que gerou, se destacando por ter despertando tanto barulho quando tantos outros casos morrem silenciosamente. Atualmente a A Proposta de Emenda à Constituição 215/2000 (PEC 215) é a maior ameaça aos povos indígenas e quilombolas. Nascido da Bancada Ruralista com apoio da Bancada Evangélica, transfere a demarcação de terras para o congresso nacional controlado pela própria Bancada Ruralista. Assim eles poderão paralisar as demarcações que estão muito longe de estarem concluídas e ainda dissolver as já demarcadas.

A isso se seguem casos como Belo Monte e o Código Florestal. A seguir coloco um link com um documentário mostrando um caso real do qual um fazendeiro promove o massacre de uma aldeia e permanece impune até hoje. O documentário chama-se Corumbiara, e tem quase 2 horas. Não é uma filme da Disney, e é um pouco cansativo, mas informar-se dói mesmo. Assista inteiro. Infelizmente eu não encontrei o filme com legenda, pois quando eu assisti as falas dos índios estavam legendadas, e assim perdia-se muito pouco. Mesmo assim poder-se-á entender os acontecimentos graças à narração.

http://www.youtube.com/watch?v=2sKHJ6GdUf4

Abaixo alguns links a respeito do caso

http://www.ebc.com.br/cidadania/2012/10/liminar-que-determinava-saida-dos-guarani-kaiowa-em-ms-e-suspensa
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/11/05/india-guarani-kaiowa-estuprada-tem-medo-mas-diz-que-nao-saira-de-area-ocupada-em-fazenda-no-mato-grosso-do-sul.htm
http://www.msnoticias.com.br/?p=ler&id=96116http://www.brasildefato.com.br/node/11042
http://www.brasildefato.com.br/node/11033http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/10/121024_indigenas_carta_coletiva_jc.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário